Skip to content
24/04/2017 / Boleiragem Tática

Eibar 0 x 1 Athletic Bilbao – Intensidade e bom primeiro tempo ofuscados por expulsão precoce no segundo

O Eibar é a grande surpresa do Campeonato Espanhol desta temporada. Com orçamento modesto e previsões pouco animadoras por parte da imprensa e dos próprios torcedores, sob o comando do técnico José Luis Mendilibar o time vem surpreendendo a todos e fazendo grande campanha na La Liga Santander 2016-17. Apesar da derrota para o rival local Athletic Bilbao, em casa, por 1 a 0, com gol no último minuto de partida, a equipe mandante apresentou mais uma vez alguns de seus trunfos.

Uma expulsão precoce do volante argentino Gonzalo Escalante, ainda no início da segunda etapa, complicou bastante todo o jogo do time. Ainda assim, fazendo uso de sua intensidade marcante sem a bola, os mandantes conseguiram segurar o Bilbao até o último lance do jogo, quando em um rebote de uma falta cobrada na entrada da área, Raul García marcou o gol da vitória.

Primeiro tempo intenso e de muita força pelo lado direito do Eibar

A intensidade dos primeiros minutos do jogo foi de impressionar. Armado no 4-4-2 clássico, com dois homens de área de boa estatura e força física, o Eibar trabalhava a 1ª fase de construção de forma vertical e direta. Se o Bilbao, no seu 4-2-3-1 habitual, marcava com pressão alta, a melhor alternativa para o time mandante foi fazer uso de bolas longas, principalmente com o zaguerio Galvez. Os alvos eram quase sempre a dupla de ataque e o extremo que joga pela direita Pedro León, que além de bom driblador, vai bem nas disputas aéreas.

longpassgalvez

Na imagem acima, Galvez é pressionado por Aduriz, e logo faz a bola longa buscando León. S.Enrich e Dani Garcia já se aproximam para lutar pela segunda bola.

A luta pela segunda bola era constante e importante. Criar situações de 1 x 1 para os extremos era o principal objetivo, mas também aproveitar sobras na entrada da área para que Kike e Sergio Enrich pudessem finalizar.

Quando a construção não era pressionada pela primeira linha do Bilbao, o time procurava sair em velocidade pelo lado direito, com o ofensivo e potente lateral Capa combinando bem com León. Enquanto o segundo procurava dar amplitude ao time e abrir o corredor central, o primeiro aproveitava a sua explosão para realizar investidas conduzindo a bola em velocidade e esperando o posicionamento dos dois atacantes, fosse para uma tabela de pivô, ou para um lançamento em profundidade.

Capapordentro

Capa se livra de Muniaín e aproveita o espaço no corredor central deixado pela movimentação de León. Lateral-direito com excelente força física e velocidade é boa arma do Eibar na transição rápida pelo chão.

Bilbao força bolas longas e busca Williams em profundidade

Recuperando poucas bolas no campo de ataque apesar da marcação sob pressão, o Bilbao também iniciou o jogo construindo de forma vertical e direta, quase sempre com bolas longas. Buscando na primeira bola o experiente Aduriz, que conta com excelente jogo aéreo, a ideia era ter Williams em velocidade atacando espaços em profundidade na segunda bola. Deu pouco certo. Os centrais do Eibar foram bem nos duelos e sobretudo nas coberturas.

Perde-pressiona e superioridade no lado da bola

A intensidade do Eibar com a bola vista nos primeiros minutos de jogo vertical, sobretudo pelo lado direito, é um trunfo que o time vem apresentando também sem a posse da redonda. Contra o Athletic, mais uma vez, a equipe conseguiu ser intensa mesmo sem estar com a bola.

O famoso “perde-pressiona” ao perder a posse no campo de ataque foi bem feito e trouxe algumas recuperações de bola já no campo de ataque, criando boas situações ofensivas. No campo defensivo, pressão orientada no lado da bola, sem parar de buscar a superioridade numérica nos confrontos laterais.

Muniaín buscando zona central e combinações com companheiros por dentro

A melhor alternativa de jogo do Bilbao na fase ofensiva durante o primeiro tempo foi a movimentação do habilidoso meia Muniaín entrelinhas, buscando a zona central do campo às costas dos volantes do Eibar. Mais próximo de Raúl García e de Aduriz, abria o corredor esquerdo para as subidas de Balenziaga. Na direita, Williams buscava incursões em diagonal às costas  do lateral. Eventualmente, fazia uma longa diagonal para explorar o espaço vazio deixado por Muniaín.

Por dentro, o leve camisa 10 do Bilbao teve facilidade para girar e criar boas jogadas. Acelerou a transição de jogo criando boas rotas de passe por dentro e acabou ficando mais perto do gol, com arrancadas por dentro e dribles rápidos. Faltou ser mais incisivo no último terço do campo, principalmente na hora de definir as jogadas próximo à grande área adversária.

Expulsão muda o rumo do jogo

A expulsão do volante Escalante tirou a proposta de jogo do Eibar, que passou a adotar um jogo mais reativo e de muita organização na fase defensiva. A pressão passou a ser exercida em blocos médio e baixo, com muita compactação entre linhas e perseguições  curtas ao portador da bola, trabalhando bem a cobertura. Enquanto isso, o Bilbao buscaba movimentar e trabalhar a circulação da bola em seu campo de ataque. Para isso, a entrada de Bernat no lugar de Itturaspe serviu bem.

Ainda assim, a equipe visitante tinha dificuldades para explorar os raros espaços entrelinhas e criar boas situações de gol. As poucas infiltrações de San Jose e Williams (em diagonal) eram as raras chances reais de gol. Do outro lado, jogo reativo, novamente com bolas longas orientadas pelos lados, com o time agora no 4-2-3 e os dois centroavantes se revezando no papel improvisado de ponta-esquerda que acompanhava o lateral De Marcos.

No fim da partida, depois de achar uma falta na entrada da área na tentativa de uma infiltração por dentro, o Bilbao conseguiu seu gol. Em rebote da falta, Raul García acertou belo chute e decidiu o jogo.

statslongpass

Estatísticas pós-jogo traduzem a estratégia do Eibar: com a bola, jogo vertical e muitas bolas longas planejadas. Sem ela, pressão para recuperar logo a posse, custe o que custar, inclusive cometendo faltas e recebendo cartões. Intensidade a todo custo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: