Skip to content
01/04/2012 / Boleiragem Tática

Fla ideal de Joel ganha nova alternativa tática

Joel Santana já tem boa parte de seu Flamengo na ponta da língua. As dúvidas continuam no sistema ofensivo. Mas, ao que parece, elas estão se dissipando. Hoje, na vitória por 2 a 1 sobre o Bangu, pela Taça Rio, pôde se ver um time correto, em alguns momentos até mesmo empolgante. Com Willians e Muralha na cabeça de área, Bottinelli e Ronaldinho na criação, e Deivid e Vágner Love na frente. Este, de fato, é o melhor Flamengo com o qual Joel pode contar atualmente. Um 4-2-2-2 sem muitas invenções, variações.

Com dois meias e dois atacantes, o Flamengo ganha em presença ofensiva. Mas de nada adianta escalar um atacante em má fase para fazer dupla com o iluminado Love. Deivid, enfim, voltou a jogar bem e ser importante para a equipe, com uma boa atuação abrilhantada por uma assistência. Mais recuado, se revezando com Love quanto à presença dentro da área, o camisa 9 pode ser útil a Joel.

Outro ponto importante a ser analisado é o posicionamento de Bottinelli. Como terceiro homem de meio-campo, o argentino parece render melhor. A explicação é simples: de costas para o gol, Botti vai mal, some do jogo e nada cria. Vindo de trás, carregando a bola, é muito mais criativo. E pode trabalhar mais as suas qualidades. Ainda mais pelo posicionamento de Ronaldinho, que gosta de cair pela ponta-esquerda, abusando dos lançamentos e dos passes em diagonal. Com R 10 aberto, o meio fica livre para Bottinelli arriscar seus dribles, passes e chutes.

É assim que o Flamengo cresce. Obviamente, também amparado por exibições seguras de seus zagueiros e volantes, importantíssimos na transição da defesa para o ataque. Muralha melhorou muito a qualidade da saída de bola. Mas Luiz Antônio não pode ser reserva de Willians. O garoto não está tão verde como Joel o classifica. E precisa de uma sequência de jogos ao lado do parceiro de base Muralha. Têm tudo para formarem a cabeça de área titular.

De quebra, no final da partida de hoje, Joel ainda ganhou uma nova alternativa tática: Magal como volante-meia. Fazendo a saída de bola do time pela meia-esquerda, o lateral ex-Americana foi muito bem, apesar do pouco tempo em campo. Chegou como elemento surpresa na ponta-esquerda, arriscou passes e deixou Love na cara do gol em mais uma de suas investidas na linha de fundo.

Pode ser uma opção interessante para jogos mais truncados. Um elemento surpresa saindo da meia-esquerda para a ponta. Isso, é claro, sem se esquecer de marcar e dar um suporte a mais a Junior César. Com Luiz Antônio fazendo papel idêntico na meia-direita, oferecendo ajuda a Léo Moura tanto no ataque como na defesa, o Flamengo ganharia muito em dinâmica. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: