Pular para o conteúdo
14/10/2010 / Campo de 11

Com a defesa arrumada e ataque insinuante, Vasco começa a deixar de lado os empates

Os times de Paulo César Gusmão raramente possuem uma defesa frágil e insegura. Em todos os seus trabalhos, é no sistema defensivo que sua ênfase predomina. Prova disso são seus dois últimos: Ceará e Vasco( ainda decorrente). Tanto na equipe nordestina, surpresa do campeonato nas primeiras rodadas, como na carioca, que começa a se recuperar, o sistema defensivo é o ponto forte do conjunto.

No Vasco essa tese começa a ficar cada vez mais intensa e nítida. No 2 a 0 sobre o Corinthians, o triunfo foi criado à base da ótima atuação defensiva do time. Com uma zaga intransponível e volantes inspirados nas suas funções defensivas, o Gigante da Colina não teve trabalho para marcar um lento, desanimado e desacreditado Corinthians, cujo meio de campo e ataque mal entraram em campo.

Rei dos empates, o Vasco, para desespero de sua imensa torcida, ainda peca nos minutos finais. Ou melhor, nos minutos que se seguem após se ver na frente no placar. O time parece dormir, se desconcentrar. Contra a desorganizada e desfalcada equipe paulista, foi assim. O time da casa fez de tudo para tomar um gol. Mas não conseguiu. O dia dos corintianos era, realmente, muito ruim.

Se quiser sonhar, ainda, com uma vaga milagrosa na Libertadores de 2011, o Vasco precisa ser consistente. Mesmo sem Carlos Alberto, “eternamente” machucado, tem chances de chegar lá. O 4-3-1-2 que venceu o timão pode ser o esquema adotado. Felipe é um articulador e tanto. E se os volantes marcarem e jogarem como fizeram nesta quarta, tudo ficará menos complicado.

O 4-3-1-2 vascaino que venceu o inofensivo 4-2-3-1 corintiano.

Na frente, o acerto já existe. Zé Roberto e Éder Luís formam um ataque de intensa movimentação, velocidade e ousadia. Driblam, correm, trocam de posições, entram na diagonal. E até voltam para marcar. Em grande parte, para Felipe não precisar fazê-lo e não se cansar, concentrando-se somente em criar as jogadas. E o camisa 6 faz isso como poucos…

Considerado por este que vos escreve um dos melhores zagueiros do Brasileirão 2010, Dedé parece, enfim, ter achado, também, seu parceiro ideal. Depois de um bom Paulistão pelo Santo André, Cesinha chegou ao Vasco desconfiado, e não rendeu, logo, o esperado. Agora, depois das vaias e da má fase de Titi, achou seu lugar.E constitui uma dupla segura e séria com Dedé.

Talvez sejam as laterais os grandes problemas de PC. Ou melhor, em uma das laterais. Porque Fagner é absoluto e está voando na direita. A preocupação só vem quando o camisa 23 se contunde. Irrazábal ainda não mostrou ao que veio. E, na esquerda, depois de Ramón, ninguém conseguiu se firmar. Carlinhos jogou nesta quarta, deu assistência, não comprometeu…Pode ser ele o novo lateral. Ou Jumar, numa improvisação arriscada.

E Carlos Alberto? Dizer que o misterioso camisa 19 não tem lugar nesse time é algo estranho. E mentiroso. Apesar de Felipe Bastos estar em grande fase, como um verdadeiro volante moderno, pode ser sacado facilmente dos titulares. Assim, Felipe faz um volante pela esquerda, e Carlos Alberto ganha vaga como apoiador, na mesma função que desempenhou durante toda sua carreira.  

 A torcida torce pelo retorno dos principais jogadores. E sonha com um Vasco ideal para as últimas “batalhas”. Ramón, em forma, assumiria facilmente o lado esquerdo. Nílton voltaria a ter uma dupla função, ora como terceiro zagueiro, ora como primeiro volante. O Vasco ideal passaria pelos pés do ídolo da torcida, Carlos Alberto. E Felipe ajudaria na manutenção do toque de bola no meio, como terceiro volante. 

O Vasco ideal jogaria no 4-3-1-2, com Nílton se desdobrando entre a zaga e o meio, sempre cobrindo Ramón, Felipe organizando a transição defesa-ataque e Carlos Alberto se aproximando dos ataque mais rápido do Campeonato.

Com uma defesa cada vez mais correta e segura, e um ataque extremamente insinuoso, o Vasco começa a dar sinais de ascensão. Para deixa de ser o Rei dos Empates e virar a surpresa do segundo turno, não falta tanto assim.

Anúncios

3 Comentários

Deixe um comentário
  1. Hudson Martins / out 14 2010 18:08

    Belíssima análise, Lucas.

    Em relação ao jogo de ontem, apenas me pareceu que Jumar fez um papel de terceiro zagueiro, entre Dedé e Cesinha; algo que Nilton fazia constantemente pelo lado esquerdo mas que, após a lesão do camisa 5, foi pouco utilizado. Com Jumar preso, os alas tinham liberdade de movimentação; não por acaso, Irrazábal e Carlinhos estiveram dentro do campo de ataque vascaíno em vários dos melhores momentos da equipe carioca.

    Ao contrário do Corinthians, o Vasco soube fechar o centro do campo, anulando a criação da equipe paulista e obrigando o jogo pelos lados do campo, que era tão infrutífero quanto, mas facilitava a saída em contra-ataque para o time anfitrião. No ataque, com marcação frouxa sobre Felipe, que acionou, em diversos momentos, as entradas em diagonal de Zé Roberto e Éder Luís, o Vasco matou o jogo.

    Grande abraço e parabéns pelo blog!

  2. Boleiragem Tática / out 14 2010 21:26

    Muito obrigado pelos elogios, caro Hudson. Eles são recíprocos. Excelente seu blog, acabei de passar lá, gostei muito.

    Quanto ao Jumar, no início do primeiro tempo, eu também o enxerguei como terceiro zagueiro, pela esquerda, na exata posição que Nílton vinha ocupando antes de se machucar. Mas com o decorrer do jogo, ele passou, na minha visão, a ser um autêntico cabeça de área, e fez bela partida. Anulou Elias, que prova, cada vez mais, não render o esperado ao ser escalado como meia de ligação.

    Abraços

  3. Vitor Fontenele / out 15 2010 14:02

    Bela análise, Lucas.

    Aproveito o ensejo para agradecer a sua passagem pelo nosso blog, ainda incipiente, mas na luta por bons textos, como esse.

    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: